POLÍTICA: Projeto quer obrigar políticos eleitos a fazer exame toxicológico antes de assumir funções

Dep. Marcelo BrumPara Marcelo Brum, não se pode admitir que pessoas sujeitas aos efeitos de entorpecentes estejam no comando da Nação

O Projeto de Lei 4224/20 torna obrigatória a realização de exame toxicológico, para detecção de uso de substâncias entorpecentes ou que causem dependência física ou psíquica, como requisito prévio para detentores de cargos eletivos assumirem suas funções.

Autor da proposta, o deputado Marcelo Brum (PSL-RS) observa que a legislação vigente não considera crime a mera utilização dessas substâncias, mas sim o seu porte. Mas, na visão dele, “não se pode admitir que pessoas sujeitas aos nocivos efeitos provocados por substâncias entorpecentes ou que determinem dependência física ou psíquica estejam no comando da Nação”.

Pelo texto em análise na Câmara dos Deputados, se o resultado do exame for positivo, será concedida licença para tratamento de saúde ao agente público, que somente assumirá o exercício de suas funções após sua plena recuperação, comprovada por perícia oficial. Desta forma, querendo ou não, colocará a vida pública do político em check perante a opinião publica, fato este, que corroborá para que conheçamos melhor nossos candidatos.

Quem não vai gostar nada disso serão os parlamentares que gostam de dar um cheirinho na branquinha… Com o ensaio do projeto, já tem vários políticos que se converteram e estão religiosamente indo à igreja com a finalidade de escapar de uma futura vergonha, alguns políticos de Paço do Lumiar – MA, que são desse meio, estão meio apreensivos, mas já estão até mais comportados.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Lara Haje
Edição – Geórgia Moraes / Moreira Neto

 

Deixe uma resposta