PAÇO DO LUMIAR: Em plena inauguração da UPA do Maiobão, pessoa é flagrada sem máscara de proteção

Em pleno ato publico estadual no município de Paço do Lumiar – MA, foi flagrada uma pessoa na inauguração da UPA do Maiobão descumprindo o decreto estadual que torna obrigatório o uso de máscaras de proteção durante a pandemia. Reveja na íntegra o decreto do governador AQUI!

Pessoa Identificada como Iarly Coutinho

O decreto do governo Flávio Dino entrou em vigor ainda no mês de abril, quinta (23) e determina uso das máscaras de proteção – descartáveis, caseiras ou reutilizáveis – em locais públicos e privados de uso coletivo.

Se não existisse fotos, ninguém acreditaria. Em plena pandemia, a prefeita Paula da Pindoba (PCdoB), tentando tirar vantagem da obra realizada pelo governo do estado, que teve como finalidade a inauguração da UPA do Maiobão, não perdeu tempo e foi para a frente da unidade, com a Secretária de Saúde, Soraya Silva Santana, demais assessores e pré-candidatos a vereadores, no intuito de pegar uma carona na obra do governo estadual. Até aí tudo bem, já era esperado por isso, porém, o que não era pra acontecer era exatamente aquela aglomeração de pessoas abraçadas e pasmem, havia uma senhora conhecida como Iarly Coutinho, ex-coordenadora de campanha do candidato a vereador Nenzão Rocha, sem máscara de proteção em frente a UPA do Maiobão tirando fotos e mais fotos como se não existisse pandemia e como se fosse apenas um evento social da prefeitura.

Pode isso Arnaldo??? Pessoas no município comentam sobre essa “garfe” cometida exatamente na porta de uma unidade hospitalar e em meio a toda uma equipe de saúde e autoridades municipais e estaduais da saúde. O que era pra ser marcado com um grande evento de proteção da saúde se perdeu com essa atitude que não foi contida pela gestão municipal e nem por integrantes da UPA que poderiam ter feito algo para que a pessoa fosse retirada do local ou então que fosse disponibilizada uma máscara para que permanecesse.

Lamentável, esperamos que os próximos eventos sejam mais organizados e claro, com os devidos cuidados sanitários, pois, até mesmo por uma questão de cumprimento de determinação do governo estadual.

 

Deixe uma resposta