Narcisista, a ex-diretora do Detran, Larissa Abdalla, exalta Flávio Dino e Weverton Rocha, mas esquece de agradecer aos servidores.

Post feito nas redes sociais pela pior Diretora que o DETRAN JÁ TEVE.

Em discurso unilateral, até um “deus” se pode ser.

É óbvio que as palavras de despedida da ex-diretora, Larissa Abdalla, não condizem com a realidade, além de citar aqueles que, realmente, fazem o Detran funcionar, que são os servidores públicos.

Se alguém duvida disso, basta fazer uma pesquisa com servidores, despachantes e usuários.

Larissa Abdalla, ao longo de sua estadia no Detran, não passou de um fantoche, subserviente a Flávio Dino e a Weverton Rocha, com o propósito tão somente de garantir a manutenção de interesses políticos escusos, como contratos milionários com empresas terceirizadas, cabide de empregos (militantes do PDT, PCdoB e demais apadrinhados), cabide de estagiários (idem) e criação de um círculo de servidores servis, mantidos por meio de gratificação e comissão, sendo apenas estes os que deixaram mensagens de elogios e gratidão no perfil dela.

Quanto ao cargo ocupado, nada mais do que um fruto da velha indicação política, pois, de excepcional, ela nada tinha nem tem, no que tange ao perfil profissional.

Quanto à questão pessoal, de fato, é uma pessoa educada, polida e que ouve as pessoas, mas utiliza-se de tais atributos para ludibriar quem dela se aproxima.

Ademais, isso é algo que deveria ser uma obrigação, mas, como há diretores truculentos, a exemplo do administrativo, esse fator acaba dando a impressão de virtude para os servidores de baixo escalão e os dos serviços gerais, que vivem amedrontados.

Quanto à presidência da AND que Larissa tanto festeja, trata-se, nada mais, de um cargo que ninguém quer, pois só gera compromissos e responsabilidades, mas que ela dava conta em detrimento de grande prejuízo ao Detran, tanto pelo fato de delegar suas atribuições ao diretor administrativo quanto pelo gasto em diárias e passagens aéreas, o qual deveria ser bancado pela AND, pessoa jurídica de direito PRIVADO, e não pela autarquia.

Com relação à “integridade, dignidade…”, como já dito antes, quem fala de si pode falar o que quer.

O que se observa, no Detran, é uma festa pela sua saída, e a esperança de que, quem venha, proporcione uma gestão técnica, virtuosa e HUMANA.

Quem também está festejando são os aprovados no concurso público do Detran em vigor, pois o que Larissa Abdalla fez com eles, por iniciativa própria ou cumprindo ordens escusas de terceiros, não se faz com nenhum ser humano. ELA SABE BEM DISSO.

Larissa Abdalla, siga o seu caminho da insignificância, da certeza de quem depende da bajulação para conseguir emprego e que legado algum deixou no Detran!

Se suas postagens lhe fazem bem, por receber o feedback dos seus bajuladores e de alguns tolos, continue, pois os holofotes, dos quais tanto gosta, já estão se apagando.

MATÉRIA: Enviada por um grupo de servidores

EDIÇÃO: Moreira Neto

11 pensou em “Narcisista, a ex-diretora do Detran, Larissa Abdalla, exalta Flávio Dino e Weverton Rocha, mas esquece de agradecer aos servidores.

  1. Uma luz pra quem tá esperando nomeação. Que com essa mudança de gestão possam olhar para os excedentes que estão a espera da nomeação, mas com tantos terceirizados fica cada vez mais difícil.

  2. Dias melhores estão por com essa transição: melhores condições de trabalho, reajuste salarial, valorização dos servidores que trabalham no ” chão de fábrica” e fazem a máquina administrativa e operacional funcionar.

  3. Uma esperança de que o Detran deixe de ser um cabide eleitoral e faça a nomeação de quem realmente deve estar la trabalhando, ou seja, os aprovados no concurso, que aguardam há tanto tempo essa nomeação! Que o novo diretor tenha a sensibilidade de olhar por nós!!!

  4. Uma esperança de que o Detran deixe de ser cabide eleitoral e faça a nomeação de quem realmente tem direito de estar lá, os aprovados no concurso público. Que o novo diretor tenha a sensibilidade de olhar por nós que fomos aprovados esperamos há tanto tempo essa nomeação

  5. A verdade é dura, mas deve ser dita.
    Impecável leitura da gestão Abdalla no Detran.
    Legado negativo. Passagem inexpressiva. Não deixará saudade, salvo aos bajuladores que eram por ela beneficiados.
    O pior é que seu substituto não carrega boa bagagem, além de ser do PDT, o que não gera boas expectativas.
    Aguardemos!

  6. Parabéns pela matéria!
    Essa questão de integridade aí não é bem verdade não.
    É por causa dela que centenas de aprovados no concurso público em vigor ainda não foram chamados, pois, para defender os interesses de empresas terceirizadas, as quais servem de curral eleitoral, empregando centenas de aliados políticos, essa diretora até mentiu para a Justiça e praticou manobras para enganar o Ministério do Trabalho.
    Mudou a pessoa, mas não mudou o partido que comanda o DETRAN.
    Sei não, viu! Mas creio que foi seis por meia dúzia.

  7. Triste realidade que passa o Detran um eterno curral eleitoral, Cargos públicos ocupados por terceirizados para manter a mamada desse partido político.

Deixe uma resposta