MARANHÃO: PF desarticula plantação de maconha e deixa maluco sem noia

Combate ao tráfico de drogas no Maranhão. A Polícia Federal descobriu uma imensa quantidade de plantação de maconha no Maranhão, mais precisamente nos municípios de Centro Novo-MA, e Centro do Guilherme, e também em terras da União, que fica próximo a esses dois municípios maranhanses.

A Polícia Federal deflagrou, no período de 18 a 23 de de outubro de 2021, na região Oeste do estado do MA, a quinta fase da Operação FUSARIUM. A operação FUSARIUM consiste em uma série de ações policiais que visam erradicar plantações de Cannabis Sativa, erva popularmente conhecida como Maconha. Tais ações já ocorreram nos estados de Pernambuco e Bahia, bem como em território Paraguaio. No Estado do Maranhão, a Polícia Federal, erradicou cerca de 85.000 (oitenta e cinco mil) pés, 500 (quinhentas) mudas e 1 quilograma de sementes de cannabis sativa nas terras indígenas de Alto Turiaçu, Alto Rio Guamá e em Terras da União, nas proximidades dos municípios de Centro do Guilherme – MA e Centro novo- MA.
Ademais, encontrou-se, in loco, 10 kg (dez quilogramas) de maconha prontos para o tráfico. Todas as substâncias entorpecentes encontradas perfazem cerca de 28 (vinte e oito) toneladas.
No bojo da operação policial, foi realizada a prisão em flagrante de uma pessoa que foi encontrada em uma das plantações portando droga e uma espingarda calibre .22.


O conduzido foi autuado nos art. 33, parágrafo 1°, Inciso II e art. 35 caput, ambos combinados com o art. 40 da lei 11.343, cujas penas somadas podem chegar a 15 anos de reclusão. A operação tem o escopo de reduzir a produção e oferta de maconha no estado do Maranhão, de desarticular a comercialização de drogas na região, identificar os envolvidos, individualizar condutas ilegais e descapitalizar o grupo criminoso. Ademais, objetiva-se firmar a presença do Estado na região, diminuindo, por conseguinte, os índices de violência urbana e aumentando a sensação de segurança da população.
Para deflagração da Operação a Policia Federal empregou cerca de 42 (quarenta e dois) servidores (entre delegados, agentes, escrivães e agentes administrativos), dois helicópteros da Coordenação de Aviação Operacional da Polícia Federal – CAOP.

Fonte:PF

Deixe uma resposta