DETRAN MA: Francisco Nagib avança e promete retomar atividades com qualificação para mototaxistas

O Diretor Geral do Detran-MA, Francisco Nagib (PDT), visando as eleições estaduais de 2022, não está perdendo tempo e já formatou o planejamento 2021 com o foco nos mototaxistas do Estado do Maranhão. O Jovem Diretor, se reuniu ontem (16) com o governador Flávio Dino (PCdoB) para alinhar as propostas.

A categoria de mototaxista é muito lembrada no período eleitoreiro e inclusive passada pra trás na maioria das situações. O Programa Mototaxista Legal, será o carro chefe do Diretor para sua promoção rumo a ALEMA, porém, tem que tomar cuidado, pois, na edição passada, houve uma representante de classe que estava vendendo coletes com a logomarca do Governo do Estado e faturando dinheiro para a “instituição”. Tem que focar e expurgar essas pessoas do processo.

Ademais, Francisco Nagib, reforçou que vai trabalhar incessantemente para conter o gargalo que assola o órgão, devido às paralisações constantes em detrimento da Pandemia. O novo Diretor está com sangue nos olhos para trabalhar e claro, promover o nome para as eleições estaduais.

5 pensou em “DETRAN MA: Francisco Nagib avança e promete retomar atividades com qualificação para mototaxistas

  1. Kkkkkkkkkkkkkk.
    Mais um diretor migueloso.
    Esse projeto de qualificação e distribuição de coletes para mototaxistas é decorrente de um acordo com o Ministério Público do Trabalho, em virtude de uma multa aplicada em razão da terceirização ilegal mantida pelo Detran.
    Ou seja, é uma obrigação, e não algo espontâneo.
    Além disso, como de praxe, os gestores apropriam-se desse projeto, que é realizado graças ao Ministério Público do Trabalho, utilizando-o para fins eleitoreiros, como se verifica agora, com esse novo diretor, que está explorando, ao máximo, o Detran politicamente, e em ocasiões anteriores, até mesmo por Weverton Rocha, o dono do Detran (Veja em: http://www.detran.ma.gov.br/paginas/detalhe/23061).
    Esse diretor, se depender dos servidores e usuários do Detran, não ganhará nem para vereador, como recentemente aconteceu com André Campos (ex-diretor do Detran).
    É importante destacar que, além de explorar o Detran para fins eleitoreiros, o novo diretor está fazendo isso a qualquer custo, inclusive violando um decreto do governador, que suspendeu as atividades presenciais, colocando em risco diversos servidores, os quais estão sendo OBRIGADOS a trabalhar em atividades não essenciais durante esse momento de pico da pandemia, o que pode refletir diretamente nos usuários, pois, se um servidor for contaminado, poderá contaminá-los.
    Sem contar que essa é uma atitude egoísta e DESUMANA.
    Ele está com sangue nos olhos é para ser eleito.

  2. Já entrou firme em campanha eleitoral às custas do Detran.
    Nada mais que um fantoche.
    Nem adianta ele tentar se promover de um lado, enquanto os diretores administrativo e operacional acabam com a imagem dele de outro.
    Poucos dias de gestão, e já conquistou a ANTIPATIA dos servidores do Detran em todo o Maranhão.

  3. Kkkkkkkkkkkkkk.
    Mais um diretor migueloso.
    Esse projeto de qualificação e distribuição de coletes para mototaxistas é decorrente de um acordo com o Ministério Público do Trabalho, em virtude de uma multa aplicada em razão da terceirização ilegal mantida pelo Detran.
    Ou seja, é uma obrigação, e não algo espontâneo.
    Além disso, como de praxe, os gestores apropriam-se desse projeto, que é realizado graças ao Ministério Público do Trabalho, utilizando-o para fins eleitoreiros, como se verifica agora, com esse novo diretor, que está explorando, ao máximo, o Detran politicamente, e em ocasiões anteriores. (Veja em: http://www.detran.ma.gov.br/paginas/detalhe/23061).
    Esse diretor, se depender dos servidores e usuários do Detran, não ganhará nem para vereador, como recentemente aconteceu com André Campos (ex-diretor do Detran).
    É importante destacar que, além de explorar o Detran para fins eleitoreiros, o novo diretor está fazendo isso a qualquer custo, inclusive violando um decreto do governador, que suspendeu as atividades presenciais, colocando em risco diversos servidores, os quais estão sendo OBRIGADOS a trabalhar em atividades não essenciais durante esse momento de pico da pandemia, o que pode refletir diretamente nos usuários, pois, se um servidor for contaminado, poderá contaminá-los.
    Sem contar que essa é uma atitude egoísta e DESUMANA.
    Ele está com sangue nos olhos é para ser eleito.

  4. Quero ver se ele é o diretor geral mesmo se montar sua própria equipe, retirando os entraves do Detran, como o diretor operacional e o diretor administrativo, além de acabar com a concorrência desleal entre os despachantes, que possuem todo um excesso de burocracia para se credenciar, e pessoas de dentro do próprio órgão.

Deixe uma resposta