DETRAN-MA: Desgastada, Diretora do Detran será alvo de investigação no TCE

A Diretora do Detran, Larissa Abdalla (PDT), que é apadrinhada do senador Weverton Rocha (PDT), será alvo de investigações do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA). O caso já não é novidade no estado, pois, a diretora em questão, movimenta mais de 14 milhões de reais somente com contratação de funcionários terceirizados e não pára por aí, só de advogados, são 15, vale lembrar que a diretora em questão é advogada também, nada mais “justo” que ter um corpo jurídico maior que os departamentos existentes no prédio.

“Segundo o deputado Wellington do Curso, a gestão do DETRAN deve ser investigada pelo TCE, pois, os valores gastos com terceirizados, na ordem de quase 15 milhões de reais, ultrapassa 3 vezes os valores que poderiam ser gastos com os servidores aprovados em concurso”.

Larissa Abdalla (PDT) Diretora Geral do Detran

O próprio SINSDETRAN (Sindicato dos Servidores do Detran), já trava batalha diária contra a gestora que segue de punho firme e dentes cerrados. O lema do sindicato é ir pra cima e da gestora é retaliar. Com total inabilidade e senso do ridículo, tentou um aditivo via judicial para renovar contratos até 2023 para possivelmente “acabidar” militantes políticos, porém, sobre o olhar crítico do SINSDETRAN e claro, do apoio incondicional do Dep. Wellington do Curso, as coisas começaram a desandar pelas bandas do Detran, que em um plano maquiavélico de usar um juiz plantonista para proferir a sentença favorável ao seu plano, chamou a atenção da Alema, em especial do Dep. Wellington do Curso.

Contudo, essas cabeçadas que a diretora vem dando, está enfraquecendo ainda mais sua permanência no Detran e consequentemente sua orelha tem esquentado nos programas políticos, como o ponto e vírgula, blogs que aqui e ali da uma alfinetadazinha e ainda acompanham a onda de que Duarte Júnior será o próximo a sentar na cadeira.

Entretanto, nesse meio tempo, o TCE, irá investigar o departamento de trânsito, que foi provocado pelo deputado Wellington que protocolou ontem 18/01 na sede do TCE o pedido, aonde solicitou providências urgentes no sentido de sanar a possível inconsistência nos contratos firmados pelo órgão durante a gestão de Larissa Abdalla.

Isso, só fortalece ainda mais a possível vinda de Duarte Junior para a Direção do Detran. As categorias de autoescola, despachantes, emplacadoras, examinadores de trânsito e afins, estão loucos para postarem em seus perfis de whatsapp, instagram e facebook, às boas vindas ao novo gestor.

MATÉRIA: Moreira Neto 
EDIÇÃO: Mário Filho 

2 pensou em “DETRAN-MA: Desgastada, Diretora do Detran será alvo de investigação no TCE

  1. Vive-se um momento ímpar no Detran, não por parte dos apadrinhados políticos que o dirigem, mas pelos servidores públicos, sobretudo os que lá estão desde a sua criação, pois, pela primeira vez, estão acreditando que a lei e a moralidade prevalecerão, principalmente com o fim da TERCEIRIZAÇÃO ILÍCITA, a qual tão somente os desprestigia, desvaloriza e furtam-lhe o mérito.
    Os servidores do Detran em todo o Estado do Maranhão estão extremamente esperançosos que essa onda de ilegalidades e perseguições está próxima do fim.
    Ninguém pense que os poucos comentários feitos nas matérias que saem na mídia demonstram desatenção dos servidores, isso é apenas receio de retaliações, principalmente por parte daqueles que estão em estágio probatório.
    Em realidade, cada notícia que sai na mídia é amplamente divulgada nos grupos de WhatsApp dos servidores e discutidas privativamente.
    O Detran vive um momento no qual os servidores não aguentam mais tanta opressão, desvalorização e perseguições.
    O Sinsdetran representa toda a histórica insatisfação de seus servidores, os quais estão com seus salários congelados há cerca de 8 (oito) anos, auxílio-alimentação há mais de 3 (três) anos, gratificação desigual, desvalorização, principalmente dos servidores antigos (alguns com mais de 30 anos de serviços prestados) etc.
    Com o apoio incondicional do Deputado Wellington do Curso, o sindicato passou a equilibrar as forças, podendo brigar de igual para igual contra a diretoria do Detran, pois, afinal, enquanto a assessoria jurídica do Sinsdetran conta com apenas uma advogada (muito talentosa, diga-se de passagem), o Detran dispõe de 16 (dezesseis), 1 (um) assessor jurídico comissionado e 15 (quinze) advogados terceirizados, sem contar os estagiários.
    Com o fim da TERCEIRIZAÇÃO ILEGAL, quem mais ganha é a população, pois contará com uma prestação de serviço mais qualificada e até com taxas mais baixas, pois um servidor custa 3 (três) vezes menos que um terceirizado.

    • Muito boa a participação da instituição a cerca do assunto. Faremos posteriormente uma matéria com base no comentário e estaremos a disposição para publicar qualquer que seja a denúncia sobre o órgão em questão. Segue nosso email: contato@moreiraneto.com.br, fone: 98 988512566..

Deixe uma resposta